João 1:45-51 - Compreendendo o Chamado de Jesus

João 1:45-51 - Compreendendo o Chamado de Jesus

O Evangelho de João é um dos quatro evangelhos canônicos do Novo Testamento. Ele contém um relato detalhado da vida, ministério, morte e ressurreição de Jesus Cristo. 

Em João 1:45-51, somos apresentados à história de como Filipe e Natanael se tornaram discípulos de Jesus. Este texto é rico em ensinamentos sobre o chamado de Jesus e como podemos ser chamados para segui-lo. Neste artigo, vamos analisar João 1:45-51 e explorar seus ensinamentos sobre o chamado de Jesus.

O Chamado de Jesus (João 1:45-46)

Filipe encontra Natanael e lhe diz que eles encontraram "aquele de quem Moisés escreveu na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José" (João 1:45). Natanael, inicialmente cético, pergunta: "Pode vir algo bom de Nazaré?" (João 1:46). Isso nos mostra que Natanael tinha suas próprias ideias preconcebidas sobre quem Jesus seria e de onde ele viria.

O chamado de Jesus nem sempre se encaixa em nossas expectativas ou preconceitos. Devemos estar abertos a receber o chamado de Jesus, independentemente de nossas ideias preconcebidas.

O Convite de Jesus (João 1:46)

Filipe responde a Natanael com as palavras "Vem e vê" (João 1:46), encorajando-o a ir e ver por si mesmo. Isso é um exemplo para nós também: não devemos nos deixar influenciar apenas pelas opiniões dos outros, mas devemos ir e experimentar a nós mesmos.

O convite de Jesus é para que experimentemos por nós mesmos. Devemos estar dispostos a experimentar Jesus por nós mesmos e não apenas confiar nas opiniões dos outros.

O Conhecimento de Jesus (João 1:47-48)

Quando Jesus vê Natanael vindo em sua direção, ele o elogia dizendo: "Eis aqui um verdadeiro israelita, em quem não há falsidade" (João 1:47). Isso mostra que Jesus conhecia Natanael antes mesmo de ter se encontrado com ele pessoalmente. Isso também nos ensina que Deus conhece cada um de nós pessoalmente, mesmo antes de nos conhecermos a nós mesmos.

Natanael fica surpreso que Jesus o conheça tão bem e pergunta: "De onde me conheces?" (João 1:48). Jesus responde com as palavras "Antes que Filipe te chamasse, quando estavas debaixo da figueira, eu te vi" (João 1:48). Isso mostra que Jesus tinha uma conexão sobrenatural com Natanael, algo que o impressiona e o leva a acreditar que Jesus é o Filho de Deus.

Jesus nos conhece melhor do que nós mesmos. Ele tem uma conexão sobrenatural conosco e conhece cada detalhe de nossas vidas. Devemos confiar em seu conhecimento e em seu amor por nós.

O Reconhecimento de Jesus como Filho de Deus (João 1:49-51)

Após a resposta de Jesus a Natanael, ele reconhece Jesus como o Filho de Deus, dizendo: "Rabi, tu és o Filho de Deus; tu és o Rei de Israel" (João 1:49). Jesus responde a ele, dizendo: "Verás coisas maiores do que estas" (João 1:50).

Jesus continua a falar com Natanael, dizendo: "Em verdade, em verdade vos digo que vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem" (João 1:51). Esse trecho faz referência a um episódio bíblico em que Jacó sonha com uma escada que se estendia da Terra ao céu, com anjos subindo e descendo pela escada (Gênesis 28:12).

Quando reconhecemos Jesus como o Filho de Deus, abrimos as portas para experimentar coisas maiores e mais profundas em nosso relacionamento com ele. Devemos estar abertos para o que Deus tem para nós e dispostos a seguir o chamado de Jesus.

Conclusão 

Em João 1:45-51, vemos um exemplo poderoso do chamado de Jesus e como podemos ser chamados a segui-lo. A história de Filipe e Natanael nos ensina que o chamado de Jesus nem sempre se encaixa em nossas expectativas ou preconceitos, mas devemos estar dispostos a experimentá-lo por nós mesmos.

Quando reconhecemos Jesus como o Filho de Deus, abrimos as portas para experimentar coisas maiores e mais profundas em nosso relacionamento com ele. Que possamos estar abertos e dispostos a seguir o chamado de Jesus em nossas vidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário