Gênesis 4

1E Adão conheceu a sua mulher Eva, a qual concebeu e deu à luz a Caim, e disse: Obtive um homem pelo SENHOR.

2E depois deu à luz a seu irmão Abel. E foi Abel pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra.

3E aconteceu, decorrendo o tempo, que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao SENHOR.

4E Abel trouxe também dos primogênitos de suas ovelhas, e de sua gordura. E olhou o SENHOR com agrado a Abel e à sua oferta;

5mas não olhou com bons olhos a Caim e à sua oferta. Caim irritou-se muito, e descaiu-lhe o semblante.

6Então o SENHOR disse a Caim: Por que te irritaste, e por que o teu semblante descaiu?

7Se bem fizeres, não serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado está à porta; contra ti será o seu desejo, porém tu deves dominá-lo.

8Depois Caim falou a seu irmão Abel; e aconteceu que, estando eles no campo, Caim se levantou contra seu irmão Abel, e o matou.

9E o SENHOR disse a Caim: Onde está teu irmão Abel? E ele respondeu: Não sei; sou eu guarda do meu irmão?

10 E ele lhe disse: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra.

11 Agora, pois, maldito sejas tu da terra que abriu sua boca para receber o sangue de teu irmão de tua mão:

12 Quando lavrares a terra, não te voltará a dar sua força: errante e fugitivo serás na terra.

13 E disse Caim ao SENHOR: Grande é minha iniquidade para ser perdoada.

14 Eis que me expulsas hoje da face da terra, e de tua presença me esconderei; e serei errante e fugitivo na terra; e sucederá que qualquer um que me achar, me matará.

15 E respondeu-lhe o SENHOR: Certo que qualquer um que matar a Caim, sete vezes será castigado. Então o SENHOR pôs sinal em Caim, para que não o ferisse qualquer um que o achasse.

16 E saiu Caim de diante do SENHOR, e habitou na terra de Node, ao oriente de Éden.

17 E conheceu Caim a sua mulher, a qual concebeu e deu à luz a Enoque: e edificou uma cidade, e chamou o nome da cidade do nome de seu filho, Enoque.

18 E a Enoque nasceu Irade, e Irade gerou a Meujael, e Meujael gerou a Metusael, e Metusael gerou a Lameque.

19 E tomou para si Lameque duas mulheres; o nome de uma foi Ada, e o nome da outra Zilá.

20 E Ada deu à luz a Jabal, o qual foi pai dos que habitam em tendas, e criam gados.

21 E o nome de seu irmão foi Jubal, o qual foi pai de todos os que manejam harpa e flauta.

22 E Zilá também deu à luz a Tubalcaim, feitor de toda obra de bronze e de ferro: e a irmã de Tubalcaim foi Naamá.

23 E disse Lameque a suas mulheres: Ada e Zilá, ouvi minha voz; Mulheres de Lameque, escutai meu dito: Que matei um homem por ter me ferido, E um rapaz por ter me golpeado:

24 Se sete vezes será vingado Caim, Lameque em verdade setenta vezes sete o será.

25 E conheceu de novo Adão à sua mulher, a qual deu à luz um filho, e chamou seu nome Sete: Porque Deus (disse ela) me substituiu outra descendência em lugar de Abel, a quem matou Caim.

26 E a Sete também lhe nasceu um filho, e chamou seu nome Enos. Então os homens começaram a invocar o nome do SENHOR.

Introdução à Gênesis 4

Gênesis 4 narra a história de Caim e Abel, os dois primeiros filhos de Adão e Eva. Caim era um agricultor, enquanto Abel era um pastor de ovelhas. Ambos os irmãos apresentaram ofertas a Deus, mas Deus aceitou a oferta de Abel e rejeitou a de Caim.

Caim ficou com raiva e matou Abel. Quando Deus perguntou sobre Abel, Caim tentou esconder o crime e mentiu para Deus. Como punição, Deus amaldiçoou Caim e o declarou um fugitivo e errante na terra.

Caim temia que alguém o matasse em represália, mas Deus o protegeu colocando uma marca em Caim para que ninguém o matasse. Caim saiu e se estabeleceu em Nod, onde construiu uma cidade.

O capítulo 4 de Gênesis aborda questões de pecado, ciúme e inveja. Ele mostra como o pecado de Caim levou à primeira morte registrada na Bíblia e como Deus puniu o assassinato. A história de Caim e Abel destaca a importância de oferecer a Deus um coração sincero e uma vida correta, além de alertar para os perigos do ciúme e do desejo de vingança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário